19 de abr de 2012

Discurso do Paraninfo, Prof Solimar Fonseca da turma do CTA no dia 13-04-2012





LIBERATO
 

Uma escolha  –  Certa,
        um caminho  –  Transformador,
                 um futuro  –  Assegurado.




CTA




1)    Ilmos. Srs. Diretores e Coordenadores da Fundação Liberato, demais autoridades presentes ou representadas (já nominadas), queridos professores e servidores homenageados, prezados pais, estimados afilhados, boa noite!…
2)     Há coisas na vida que não se repetem. São sempre como se fora a primeira vez. Ser paraninfo de uma turma do CTA é uma delas. A alegria profunda que senti quando o Juliano – representando a turma – me trouxe a notícia da escolha do meu nome e a emoção que eu sinto neste púlpito documentam que este é um momento único.
3)    Caros afilhados: como é bom estar aqui, vendo e sentindo a alegria e a felicidade irradiada por vocês. Estamos todos assim por ver vocês terem vencido uma importante etapa em suas vidas. Vocês estão chegando a um lugar muito carente de mão-de-obra especializada, pois vocês são considerados os médicos para os meios de mobilidade. No Brasil temos 1,7 médicos para cada 1000 habitantes e um mecânico automotivo para cada 1000 habitantes. Reconhecemos o valor desta conquista, as dificuldades que tiveram de ultrapassar foram muitas – um curso composto por 1200 horas de teorias e práticas, mais 720 horas de estágio obrigatório com o relatório final, ainda mais se considerando que este curso foi realizado no período da noite, período este que normalmente se reserva para o descanso, após um dia de trabalho.
Infelizmente muitos de seus colegas ficaram para trás, outros desistiram definitivamente. Por tudo isso vocês são merecedores de reconhecimentos e aplausos. Parabéns 1 - Carlos Henrique Metz, 2 – Edson Vianei Persch, 3 – Evandro Beck, 4 – Gabriel Romulo Ostjen, 5 – João Guilherme Schneck, 6 – Juliano Clasa da Silva*, 7 – Marcelo Salcedo Gomes**, 8 – Matias Zimmer Liell, 9 – Meison Luís Cardoso da Silva, 10 – Naim Terra de Freitas. A alegria que sinto ao vê-los aqui na minha frente com estas becas, não é diferente da alegria que estão sentindo os seus pais, irmãos, esposas, filhos, namoradas, demais parentes, amigos e amigas. Somos gratos a vocês por estarem nos proporcionando este momento.  A homenagem que me prestam, queridos afilhados, não é, com certeza, somente pelos ensinamentos que por ventura possa lhes ter transmitido durante esses semestres de convívio. É também em muito pela amizade que aos poucos foi sendo forjada à medida que se trocava uma saudação pelos laboratórios do CTA, um bate-papo nos intervalos de aula, um conselho e orientação que a experiência e a idade nos permite fazer.
Acreditamos não ter sido diferente ao homenagear o colega Sandro Heleno Auler, como homenageado de honra. Assim como o fizeram ao professor homenageado, Alan Espindola dos Santos. Homenagem que também é prestada ao Junior Rafael Schaulett, pelo eficiente auxílio técnico às aulas.
4)    Não podemos, pois, estimados afilhados, nos acomodarmos. Já foi aquele tempo em que concluido qualquer curso técnico adquiria facilidades diferenciadas de inserção no mercado de trabalho. Hoje não basta o curso técnico, terá que ter outras habilidades que complementem sua formação, como domínio na área de informática e, em pelo menos, uma língua estrangeira, além de uma boa cultura histórica e de conhecimento da conjuntura automobilística internacional.
Embora com dificuldades no curso, temos a convicção de que saem do CTA com boa formação teórico-prática, aliada ao aguçado senso crítico, qualidades essas indispensáveis a quem pretenda desempenhar a função de Técnico Automotivo. Alguns de vocês vão continuar estudando em nível de graduação, outros vão permanecer algum tempo na atual profissão e outros vão a procura de emprego compatível com a formação agora adquirida. Seja qual for à inserção que tiverem, daqui para frente, temos certeza que estão preparados para colaborar na construção de uma sociedade melhor, mais justa e solidária.
5)    Quero vocês mantenedores, empreendedores, ousados e determinados. Mas também sensatos, interpessoais, éticos e responsáveis com o meio ambiente e a sociedade. Que vocês tenham a sabedoria de ignorar o que não leva a nada e a ignorância de desejar saber para onde vamos. Vocês que foram "bixos" lá no primeiro semestre e "médicos" no estágio obrigatório, agora é só vocês no horizonte do que está por vir. Observem os dados de janeiro de 2012, tem-se 373.901 veículos na nossa região aguardando a nossa intervenção.
6)    Creiam no bem, mesmo quando não possam vê-lo. Mesmo quando não consigam entender exatamente porque as coisas acontecem. Creiam no bem como uma energia permanente e crescente, desde o início dos tempos. O Bem é feito da boa-fé, essa conquista do espírito, que consiste em não querer passar os outros para trás. Creiam nos bons sentimentos, que é a atitude positiva e unilateral de querer bem às pessoas em geral. Um dos segredos da vida é jamais dar reciprocidade a mau-sentimento. Creiam no Bem que não sacrifica a alegria de viver.  Acreditem, como Fernando Sabino, que no final, tudo acaba bem. Se ainda não está bem, é porque não chegou ao fim. Tenham a crença essencial: querer bem, fazer bem, viver bem. E dormir bem.
7) No  panorama automotivo atual que esta superaquecido, peço a Deus que os ilumine para que possa, cada um de vocês, no dia a dia, colaborar na construção de um mundo melhor, com mais solidariedade e justiça social.
Muito Obrigado!






Nenhum comentário:

Postar um comentário