3 de set de 2011

Rappers homenageiam o Opala

O Chevrolet Opala é tão admirado que foram feitos até raps para homenagear o modelo. "Muitos odeiam, muitos gostam, poucos têm, mas todos respeitam"; é umas das frases que aparecem no vídeo. 

De fato, o Opala é uma lenda do automobilismo brasileiro. No passado, ele já foi carro de abastados, de polícia, de ladrão, de políticos em Brasília e carro de corrida (primeiros Stockcars brasileiros). Hoje ele ainda deixa tanto jovens quanto veteranos de boca aberta quando passa. Os proprietários, em sua maioria colecionadores e amantes do estilo, garantem que as qualidades são insuperáveis por outros modelos, até mesmo quando comparados às novas tecnologias. 

Polêmicas à parte, o fato é que existe uma legião de fãs dos Opalões que vêem em suas linhas e motores possantes uma espécie de força emancipadora que os distingue dos carros "vulgares" do dia-a-dia. Há algo de estético nesse veículo, mas não aquela beleza trivial e fugaz dos zero quilômetros, e sim a dimensão que aproxima o homem de sua máquina como se fosse a extensão de seu corpo. 

O formidável motor Chevrolet 6cc aliado ao design arrojado faz do Opala um dos únicos representantes brasileiros de um estilo que os americanos chamam de Muscle Cars, ou seja, carros com motores potentes de apelo esportivo, que servem tanto para as ruas como para as pistas. Não é à toa que o carro chama tanta atenção até mesmo das novas gerações e despertou o interesse de rappers que resolveram, então, compor músicas falando de sua relação com o bólido: "Opala, intima quando rasga! Aí ninguém pára!"

Confira os vídeos dos raps com imagens de alguns dos mais conservados e preparados Opalas do Brasil.






Nenhum comentário:

Postar um comentário